Os prejuízos dos afastamentos por acidentes

Compartilhe
Os prejuízos dos afastamentos por acidentes

Desde o início de 2017, foram registradas cerca de 675.025 ocorrências de acidentes de trabalho no Brasil, segundo o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho. E por mais que uma empresa saiba como evita-los, infelizmente o número de incidentes continua crescendo. A questão é que os afastamentos por acidentes não só prejudicam o funcionário, como envolvem custos que oneram o caixa da empresa.

Custos dos afastamentos por acidentes

Além de envolver o potencial humano, os acidentes de trabalho geram custos imediatos para a empresa, como as horas de trabalho despendidas pelos supervisores para ajudar a pessoa acidentada e para identificar as causas do incidente, e a paralisação de um setor ou de uma máquina, que resulta no atraso da entrega.

Outros custos comuns são os relacionados a indenizações ao colaborador que sofreu o acidente. E vale destacar que essa quantia abrange não só o valor da própria indenização, como os custos processuais.

Em casos de afastamentos por acidentes, os gastos da empresa podem ser ainda maiores, uma vez que a organização é obrigada a arcar com o salário do colaborador durante os primeiros 15 dias de licença. Além disso, pode ser necessária a contratação de substitutos ou o pagamento de horas extras para outros colaboradores afim de não afetar os resultados da produção.

Outros prejuízos causados pelos afastamentos são: redução de produtividade de toda a equipe, repercussão negativa no ambiente de trabalho e até prejuízos de imagem.

Como evitar afastamentos por acidentes

Além de prevenir os acidentes de trabalho, é importante evitar agravamentos que possam resultar afastamentos. Para isso, é necessário garantir um atendimento rápido de qualidade para o funcionário.

Dessa forma, a Medicar pode ser uma grande aliada, uma vez que oferece atendimento pré-hospitalar com agilidade no local solicitado, reduzindo o tempo de afastamento em situações desnecessárias e garantindo um cuidado efetivo para com a saúde do paciente.

Além disso, evita a ausência do supervisor, uma vez que é a equipe da Medicar que realiza a remoção e/ou acompanhamento. Vale destacar que empresa efetua isso seguindo protocolos que fazem com que o acidentado chegue estável até a unidade hospitalar e fica no hospital até que o paciente receba atendimento.

A Medicar conta com uma equipe especializada que faz com que 80% dos chamados sejam resolvidos dentro da própria empresa. Além disso, disponibiliza atendimento em domicílio, visando proporcionar comodidade e qualidade de vida para os associados.

RECEBA NOVIDADES