Cuide do seu coração – saiba como

Compartilhe
Cuide do seu coração – saiba como

O coração é um órgão essencial à vida. Ele é responsável por bombear sangue que leva nutrientes e oxigênio a cada uma das nossas trilhões de células. O trabalho do coração é incessante, ele funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana, sem descanso.

 

Com tamanha importância e com todo esse trabalho o coração precisa e merece cuidados especiais. No blog post de hoje você vai aprender como cuidar deste órgão tão vital e evitar doenças sérias. Confira

Como cuidar do seu coração?

Os cuidados com o coração exigem a adoção de hábitos de vida saudáveis como a prática de atividades físicas. Vale entender que você pode começar a praticar exercícios de forma simples, caminhando pelo bairro onde você mora, por exemplo.

Mas não se esqueça, antes de qualquer exercício que você for praticar, é preciso     passar antes no médico para saber se você pode praticar as atividades sem riscos maiores a saúde

Outro cuidado, tão importante quanto a prática de exercícios físicos, é o cuidado com a alimentação, pensando nisso, trouxemos algumas dicas a você:

  • Consuma de 3 a 5 porções de frutas diariamente: elas são ricas em vitaminas, minerais e antioxidantes que protegem e fortalecem o coração
  • Enriqueça sua dieta com hortaliças elas também são ricas em nutrientes como as frutas e ainda possuem baixas calorias e teor de gorduras. Isso ajuda a controlar o peso corporal. Afinal, vale lembrar que sobrepeso e obesidade são fatores de risco para doenças cardíacas;
  • Tome cuidado com o excesso de sódio na dieta, pois isso aumenta o risco de hipertensão (pressão alta) o que pode causar danos ao coração. Prefira ervas na hora de temperar a comida. Elas são uma opção muito saborosa e saudável.
  • Consuma alimentos ricos em ômega 3 como salmão e linhaça

Além de se alimentar bem, é preciso evitar o estresse já que ele é a causa de 15% dos infartos.

As principais doenças que acometem o coração e os sintomas

Infarto agudo do miocárdio

O infarto agudo do miocárdio mais conhecido como infarto ou ataque cardíaco acontece quando a passagem de sangue para o coração é interrompida, provocando a morte das células que formam o tecido que reveste o coração.

Em geral, o principal fator que causa a interrupção da passagem de sangue é a presença de placas de gorduras dentro das artérias, a chamada “aterosclerose”.

No Brasil, 300 mil pessoas sofrem infartos todos os anos; em 30% dos casos o ataque cardíaco é fatal. No inverno, a atenção precisa ser redobrada, já que o índice de infartos sobe 30%.

Sintomas

O sintoma mais conhecido é uma dor no peito que dá a sensação de que há um “aperto no coração”. Alguns pacientes sentem junto com essa dor, outros sintomas. Entre eles, temos:

  • Mal-estar;
  • Tonteira;
  • Queimação no estômago;
  • Dor na axila ou no braço esquerdo;
  • Sensação de aperto na garganta;

É comum que a pessoa que esteja sofrendo um infarto fique pálida e chegue até mesmo a desmaiar. Casos alguns desses sintomas se manifeste chama o mais rápido possível um serviço de emergência.

Para saber mais sobre como agir nesse momento baixe o nosso guia Golden Hour: Entenda porque os primeiros minutos do resgate e atendimento de emergência são decisivos e como se prevenir.

Insuficiência cardíaca

Como vimos logo no início do nosso blog post, o coração é responsável por bombear sangue para todo o corpo, não é mesmo? Mas, quando ocorre a insuficiência cardíaca também chamada de insuficiência cardíaca congestiva essa função do coração fica comprometida e ele não consegue mais bombear sangue para todo o nosso corpo.

Assim, o sangue pode se acumular em determinados órgãos, já que não consegue retornar ao coração ou pode chegar uma quantidade menor de sangue para determinadas partes do corpo. Desse modo, o funcionamento dessas parte pode ficar comprometido. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 23 milhões de pessoas sofrem com a doença em todo o mundo.

Sintomas

Os sintomas mais comuns são:

  • Falta de ar na atividade física ou logo após estar deitado por um tempo
  • Tosse
  • Inchaço dos pés e tornozelos
  • Inchaço do abdômen
  • Fadiga, fraqueza, desmaios
  • Perda de apetite, indigestão
  • Náuseas e vômitos

Com o coração não se brinca. Diante do aparecimento desses sintomas conte com ajuda médica especializada. Conte com a Medicar.

RECEBA NOVIDADES